A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea e geralmente não apresenta nenhum sinal nos estágios iniciais. A maioria das pessoas só procura um médico quando ocorrem microfraturas que causam dores e muitas vezes impossibilita a locomoção. Apesar de atingir todos os sexos, a osteoporose em mulheres é mais comum, por isso, é preciso fazer exames preventivos. As fraturas relacionadas à osteoporose ocorrem mais comumente no quadril, punho ou coluna vertebral.

O osso é um tecido vivo que está sendo constantemente quebrado e substituído. A osteoporose ocorre quando a criação de osso novo não acompanha a perda de osso velho.

As estimativas apontam que a osteoporose afeta uma a cada três mulheres e um a cada cinco homens após os 50 anos de idade. A osteoporose em mulheres atinge todas as idades, mas a doença é mais comum no período da menopausa e pós-menopausa, devido à redução drástica da produção dos hormônios responsáveis pela fixação do cálcio nos ossos.

Para detectar a osteoporose, o paciente com suspeita da doença precisa realizar um exame chamado densitometria óssea para observar exatamente os índices de massa óssea e verificar se o paciente apresenta algum tipo de alteração.

Sintomas

Normalmente não há sintomas nos estágios iniciais da perda óssea. Mas uma vez que seus ossos foram enfraquecidos pela osteoporose, você pode ter sinais e sintomas que incluem:

  • Dor nas costas, causada por uma vértebra fraturada ou colapsada
  • Perda de altura ao longo do tempo
  • Uma postura curvada
  • Um osso que se quebra muito mais facilmente do que o esperado

Causas

Seus ossos estão em constante estado de renovação – novos ossos são feitos e velhos ossos são quebrados. Quando você é jovem, seu corpo torna o osso novo mais rápido do que quebra o osso antigo e sua massa óssea aumenta. Após o início dos anos 20, esse processo diminui e a maioria das pessoas atinge seu pico de massa óssea aos 30 anos. À medida que as pessoas envelhecem, a massa óssea é perdida mais rapidamente do que foi criada

A probabilidade de você desenvolver osteoporose depende, em parte, da quantidade de massa óssea atingida na juventude. O pico de massa óssea é um pouco herdado e varia também por grupo étnico. Quanto maior o seu pico de massa óssea, mais ossos a pessoa tem “no banco” e menor a probabilidade de desenvolver osteoporose com a idade.

Riscos e Fatores

Vários fatores podem aumentar a probabilidade de desenvolver osteoporose – incluindo idade, raça, estilo de vida e condições e tratamentos médicos.

Riscos imutáveis

Alguns fatores de risco para osteoporose estão fora de seu controle, incluindo:

  • Sexo – as mulheres são muito mais propensas a desenvolver osteoporose do que os homens;
  • Tempo de vida – quanto mais a pessoa envelhece, maior o risco de desenvolver osteoporose;
  • Raça – Pessoas brancos ou de ascendência asiática corre maior risco de desenvolver osteoporose;
  • Histórico familiar – Ter um pai ou irmão com osteoporose coloca você em maior risco, especialmente se sua mãe ou pai experimentou uma fratura de quadril.
  • Tamanho do quadro do corpo – Homens e mulheres com estruturas corporais pequenas tendem a ter um risco maior porque podem ter menos massa óssea para extrair à medida que envelhecem.

Quando ver um médico?

A pessoa pode conversar com seu médico sobre a osteoporose se tiver passado pela menopausa precoce ou se tiver tomado corticosteróides por vários meses de cada vez, ou se algum de seus pais teve fratura de quadril.

Níveis hormonais

A osteoporose é mais comum em pessoas que têm muito ou pouco hormônios em seus corpos. Exemplos incluem:

Hormônios sexuais – Níveis mais baixos de hormônios sexuais tendem a enfraquecer os ossos. A redução dos níveis de estrogênio em mulheres na menopausa é um dos fatores de risco mais fortes para o desenvolvimento da osteoporose.

Os homens têm uma redução gradual nos níveis de testosterona à medida que envelhecem. Tratamentos para o câncer de próstata que reduzem os níveis de testosterona nos homens e tratamentos para o câncer de mama que reduzem os níveis de estrogênio nas mulheres tendem a acelerar a perda óssea.

Problemas de tireóide – Excesso de hormônio da tireóide pode causar perda óssea. Isso pode ocorrer se sua tireóide estiver hiperativa ou se você tomar muita medicação com hormônio tireoidiano para tratar uma hipoatividade.

Fatores dietéticos

Pessoas que apresentem os sintomas abaixo correm mais riscos de apresentar osteoporose:

  • Baixa ingestão de cálcio. A falta de cálcio desempenha um papel vital no desenvolvimento da osteoporose. A baixa ingestão deste componente contribui para a diminuição da densidade óssea, perda óssea precoce e aumento do risco de fraturas.
  • Distúrbios alimentares. Restringir severamente a ingestão de alimentos e estar abaixo do peso enfraquece os ossos em homens e mulheres.
  • Cirurgia gastrointestinal. A cirurgia para reduzir o tamanho do estômago ou para remover parte do intestino limita a quantidade de área de superfície disponível para absorver nutrientes, incluindo o cálcio.

Tratamento da osteoporose

Várias especialidades médicas cuidam da osteoporose como reumatologistas, ortopedistas, endocrinologistas, ginecologistas, fisiatras e geriatras. O tratamento visa:

  • retardar ou prevenir o desenvolvimento da osteoporose;
  • manter a densidade mineral óssea e a massa óssea saudáveis;
  • prevenir fraturas;
  • reduzir a dor;
  • maximizar a capacidade da pessoa para continuar com sua vida diária.
  • Mudanças no estilo de vida, atividades físicas e do uso de suplementos de vitamina D, cálcio e proteína podem ajudar na prevenção da doença.

Osteoporose Manaus: onde achar tratamento

A população conta agora com o ipok, um aplicativo inovador de Bem-Estar e Saúde, cujo objetivo é facilitar o dia a dia de usuários que precisam agendar uma consulta médica de forma prática, ágil e segura. Além disso, é possível, avaliar o atendimento de um profissional de saúde, efetuar buscas por profissionais especializados ou acompanhar informações detalhadas para cada doença ou diagnóstico médico. Inclusive, na plataforma ipok é possível encontrar os principais ortopedistas, endocrinologistas, ginecologistas, fisiatras e geriatras e reumatologistas Manaus para prevenir ou tratar a osteoporose.

Atenção: A informação descrita acima, serve apenas como apoio e não, substitui em hipótese alguma, a consulta médica com um profissional especializado. Para um diagnóstico preciso, procure uma avaliação médica de sua preferência ou no serviço público de saúde.

FONTE: Ministério da Saúde; Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, International Federation of Gynecology and Obstetrics.

Comments to: Osteoporose o que é?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Attach images - Only PNG, JPG, JPEG and GIF are supported.

Login

Welcome to Typer

Brief and amiable onboarding is the first thing a new user sees in the theme.
Join Typer
Registration is closed.